Precisa de ajuda?
Servidor I
Anterior
Próximo
Servidor II
Anterior
Próximo

Análise das capas da semana: Carta Capital

Caetano Mondadori
Caetano Mondadori

Iniciamos nossa análise das capas da semana (10-09) com a Carta Capital, que nessa edição trouxe em destaque o candidato Fernando Haddad, substituto do ex-presidente Lula na chapa petista à presidência.⠀
.⠀
Na imagem de capa, vemos um Haddad que encara o público; seu olhar é amigável, as sobrancelhas estão relaxadas, a barba está feita e o leve sorriso estampado pelo candidato contribui para criar uma sensação de cordialidade em torno de sua figura – que aparece bem vestida (ele usa terno, algo formal), mas de modo despojado (os primeiros botões de sua camisa estão abertos), o que transmite também certa jovialidade. A manchete diz: “Vamos retomar o projeto de Lula”.⠀
.⠀
O professor Caetano Mondadori chama atenção para o fato da Carta Capital possuir um viés político assumidamente de esquerda, exercendo, inclusive, uma defesa aguerrida de Lula em todas as suas publicações. Isso se dá mesmo em ocasiões em que pretende falar de outros personagens importantes, como é o caso desta edição.⠀
.⠀
O professor Caetano explica: os elementos não verbais da capa, representados pela imagem de Fernando Haddad, quando lidos no contexto dos elementos verbais – a manchete e seu subtítulo – induzem o leitor a perceber Haddad como um porta-voz, um mensageiro, uma continuidade do próprio Lula. Ora, se lembramos que a Carta fala principalmente com o público à esquerda, em especial com os simpatizantes do ex-presidente, a mensagem transmitida pela revista é clara: Haddad, candidato de Lula, seria a melhor escolha nas eleições desse ano, em uma visão que vai além do tendencioso, mas chega ao panfletário. .⠀
Um outro detalhe chama a atenção: na primeira das duas chamadas que complementam a capa, ao falar sobre o desastre do Museu Nacional, o texto da Carta joga o maior peso da culpa do acontecido no governo Temer, o que, mais uma vez, confirma seu viés tendencioso à esquerda. Vale lembrar que o Museu também sofreu grandes cortes de verbas durante o governo da petista Dilma Rousseff, o que a Carta não chega a mencionar. ⠀

#cartacapital #analise #enem #redação

Compartilhar o artigo:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Quer ler mais?
Artigos relacionados:
como começar a redação do Enem
Estrutura da Redação
3 Dicas práticas para começar a redação do ENEM

A dúvida sobre como começar a redação do Enem persegue muitos alunos. Afinal, fazer uma dissertação até pode ser fácil, mas o difícil mesmo é começar, não é? Eu entendo bem esse sentimento de insegurança por ter mentorado algumas centenas de alunos nos últimos anos. O maior desejo de quem treina redação para Enem é

Leia mais »

Quer conhecer meu curso semestral?