Discussão Social

Os Olhos de Lorenza | Necessitamos muito mais que um dia

osolhos

Nesse mês, é comum vermos diversas instituições promoverem discursos de igualdade racial superficiais em busca de autopromoção. Porém, infelizmente, não bastam flores e cartas nos dias das mulheres, ou campanhas relacionadas a diversidade apenas no dia 20 de novembro. Essa comercialização de datas necessárias acentua a noção equivocada que classifica questões relacionadas a minorias como simplesmente identitárias, logo, cabíveis em momentos esporádicos, e as difere de discussões sobre desigualdade social, desemprego e violência, impedindo uma mudança concreta.
.
Contudo, refleti sobre como utilizar desse momento histórico e o significado de consciência negra, e tive como resposta a importância da protagonização histórica, principalmente, em um contexto não só de invisibilização, mas de relativização de fatos históricos e o ataque a movimentos ativistas. Assim, ao longo desse mês todos os textos dessa coluna serão direcionados a visibilização de figuras e movimentos políticos, sociais, artísticos brasileiros formados por negras e negros. Nessa nova programação, desejo-lhes o despertar da mente para além de um passado sufocado, a necessidade de uma educação repleta de novas narrativas e ao entendimento de que a liberdade está cravada em nosso ser¹.
.
Referência 1: Música Engenho da dor (Josyara)
_____
Lorenza Moraes é estudante de Ensino Médio e aluna do professor Caetano Mondadori.

O que você acha desse artigo?

Selecionados 0

Login

Criar uma conta

Seus dados pessoais serão usados para aprimorar a sua experiência em todo este site, para gerenciar o acesso a sua conta e para outros propósitos, como descritos em nossa política de privacidade

Recuperação de Senha

Precisa recuperar sua senha? Digite o e-mail cadastrado e você receberá um e-mail com um link para criar uma senha nova.