Musics
Posted in

3 formas de usar MC Carol na Redação

mc carol
Posted in

A redação do Enem precisa sempre de um repertório que bote o nosso concorrente pra correr, não é mesmo?

Para garantir que isso aconteça, hoje a gente decidiu falar de MC Carol. Não é segredo pra ninguém que MC Carol bota todo mundo pra correr. Essa mulher incrível de Niterói é uma cantora, compositora e ativista pra lá de poderosa.

Carolina de Oliveira, a pessoa por trás do personagem da famosa MC, está acostumada a sofrer e rebater preconceito desde sempre. Isso, por si só, já seria motivo para que a gente usasse a MC como exemplo em inúmeros em vários temas de redação. Ela, sozinha, já poderia ser considerada um repertório.

Mulher preta, obesa e representante de uma arte que sofre profunda marginalização social, as canções de MC CAROL retratam um Brasil que parte do Brasil insiste em não ver. Aqui, a gente vai ajudar você a usar uma das canções dessa mulher maravilhosa para colocar na redação do Enem.

caetano mondadori redacao enem carol chamada
Clicando na imagem acima você pode estudar comigo e começar meu curso de redação agora mesmo!

POSSO USAR FUNK NA REDAÇÃO?

caetano mondadori redacao enem carol intro 1

Mas é claro que pode usar Funk como elemento argumentativo. Claro que a gente precisa lembrar que um repertório não substitui a importância de sabermos argumentar. A gente precisa entender que argumentar é explicar uma determinada situação que eu apresento. O repertório, idealmente, deveria aparecer depois de eu já ter argumentado.

Logo, o importante aqui é a gente entender que o repertório, seja ele funk ou não, surge para aprofundar o argumento. Repertório não é argumento. É melhor a gente pensar o repertório como uma ferramenta auxiliar. É como se a gente falasse: “olha, tanto é verdade isso que eu estou falando, que até uma música de Mc Carol já retratou essa realidade em tais circunstâncias.” Entende?

Uma vez que eu a gente entendeu que o repertório não anula o fato de a gente ter que escrever nossa própria argumentação, a gente começa a se questionar se existe algum tipo de repertório sociocultural que seja melhor que outros.

Bem, sempre aparece alguém dizendo que tal professor do primo do vizinho do enteado da avó de um irmão do corretor do Enem disse que não é bom usar uma referência tão popular quanto o funk na sua redação. Mas isso é conversa fiada.

Elitismo intelectual e redação

A ideia de que alguns tipos de repertório são piores que outros são fruto de puro elitismo intelectual. Nas apostilas de treinamento dos corretores do Enem, disponíveis no site do Inep, você não vai encontrar nenhuma referência que proíba esse ou aquele repertório. Isso simplesmente não existe.

Afinal, não faz muito sentido que exista uma lista secreta com repertórios proibidos ou não. Mesmo que essa lista existisse, o que seria um escândalo, seria difícil manter corretores atentos as regras de conteúdos proibidos.

A verdade é que o Enem não poderia dizer que, por inúmeras questões, que citar o filósofo francês Jean-Paul Sartre na redação é mais válido do que colocar um verso de um funk carioca.

caetano mondadori redacao enem carol chamada
Clicando na imagem acima você pode estudar comigo e começar meu curso de redação agora mesmo!

O que realmente conta no repertório de redação?

O que realmente conta na hora de fazermos uma citação de qualquer conteúdo em nossa redação são duas coisas básicas: relação e produtividade.

Relação

Em primeiro lugar, quando o seu corretor verificar um repertório em sua redação, ele vai tentar analisar se esse repertório tem um relação clara com o tema que está sendo debatido no texto, com a tese que você decidiu defender e com o assunto do próprio parágrafo no qual você está. Assim, mais importante do que a nacionalidade ou profissão do autor do seu repertório é a relação que aquele repertório tem com seu texto.

Produtividade

Depois que seu corretor verificar essa relação entre o repertório e o conteúdo do seu texto, ele vai tentar observar se você usa aquele repertório de forma produtiva. Isso significa que você precisa, após apresentar o repertório, construir algum paralelo, fazer algum comentário a respeito do repertório.

Em minhas aulas, os alunos sempre perguntam que tipo de comentário deveriam fazer a respeito do repertório. Bem, aqui a gente chega em um ponto interessante. Se você não consegue nem falar sobre o repertório que escolheu, talvez ele não devesse estar na sua redação, não é mesmo?

De um modo geral, o comentário deveria ser uma tentativa de demonstrar que o repertório apresentado realmente se relaciona com o tema.

Depois de ficar claro, vamos aos fatos, ou ao funk

caetano mondadori redacao enem carol chamada
Clicando na imagem acima você pode estudar comigo e começar meu curso de redação agora mesmo!

Agora que entendemos esse básico de repertório, devemos perceber que não faz sentido nenhum a gente proibir o uso de nenhum funk em nossa redação. Afinal, o funk é uma representação cultural fundamental no Brasil e nós precisamos parar de criar hierarquias desnecessárias entre conteúdos e manifestações artísticas.

Em qualquer citação, o que vale não é o suposto valor do conteúdo, mas a capacidade do aluno em comprovar que aquele conteúdo tem uma relação com o que ele está defendendo e produzir algo a partir dessa relação.

Agora, vamos analisa uma música de Mc Carol?

E a música escolhida é?

Nesta publicação iremos falar um pouco sobre a música de Mc Carol intitulada Cabral, uma canção altamente política na qual o eu-lírico dialoga com sua sua professora sobre a maneira como o conteúdo de história é apresentado em sala de aula.

Aqui, a canção demonstra uma profunda postura de contestação ao que é defendido sobre o “descobrimento” do Brasil.

Mas como usar a música em meu texto?

Tudo bem, você achou o debate da música interessante, mas como você poderia usar esse repertório em suas redações? Abaixo, a gente separou 3 tópicos principais que você pode usar para melhorar pontos críticos da sua redação ao usar essa música.

1º Use para criticar a escola nas redações

Professora, me desculpe

Mas agora vou falar

Esse ano na escola

As coisas vão mudar

Esse trecho do segundo verso da canção serve perfeitamente para ser utilizado em parágrafos nos quais você queria apontar a necessidade de mudança nas relações educacionais.

Em última análise, podemos verificar que a música questiona a forma como a escola constrói o saber histórico. A escola, enquanto instituição, torna-se uma das responsáveis pelas narrativas oficiais.

Assim, dentro do espaço do saber, essas narrativas são estabelecidas como processos que beneficiam o poder vigente.

Em muitas redações, podemos fazer parágrafos de desenvolvimento em que venhamos a criticar a postura da escola ao não estimular uma posição crítica da sociedade em relação a determinados assuntos.

Nesse sentido, a música “Não foi Cabral” seria usada para confirmar essa necessidade de mudança.

2º Use para criticar o colonialismo nas redações

Treze Caravelas

Trouxe muita morte

Um milhão de índio

Morreu de tuberculose

Esse trecho da música revela uma postura critica em relação ao processo de “descobrimento” do Brasil e ao colonialismo do país.

Enquanto na escola somos estimulados a ver o processo de colonização como a ampliação do estilo de vida europeu pelo mundo, vemos que a música observa a precariedade trazida por esse fenômeno de dominação

A figura do bandeirante como um sujeito que traz a civilização, deixa seu lugar de privilégio inquestionável e dá espaço para um questionamento realmente legítimo de toda a opressão e violência que a colonização trouxe para os povos que aqui viviam.

caetano mondadori redacao enem carol chamada
Clicando na imagem acima você pode estudar comigo e começar meu curso de redação agora mesmo!

3º Use para falar da reconstrução de narrativas

Falando de sofrimento
Dos tupis e guaranis
Lembrei do guerreiro
Quilombo Zumbi

Zumbi dos Palmares
Vitima de uma emboscada
Se não fosse a Dandara
Eu levava chicotada

A história, enquanto fenômeno cultural, não é baseada apenas em fatos, mas também em discursos que se estabelecem sobre fatos.

Assim, durante muitos séculos, aquilo que chamamos de fatos históricos eram, na verdade, apenas um recorte da realidade, estabelecido por alguém.

Esse olhar sobre a realidade, geralmente foi estabelecido por quem sobreviveu para contar e, nem é preciso muita imaginação para entender que quem sobreviveu, era o opressor.

Assim, quando o trecho da música evoca Zumbi dos Palmares e Dandara, figuras de resistência do processo sistemático de escravidão imposto no Brasil, a canção evoca uma nova visão a respeito dessas figuras.

Na canção, elas saem de meros rebeldes e desordeiros, para elementos fundamentais de orgulho e resistência. Você poderia usar esse trecho da música para mostrar a importância de resignificar as narrativas construídas dentro das escolas.

caetano mondadori redacao enem carol 2

Exemplo da introdução acima com letra do aluno

MC CAROL blog

Exemplo de introdução

1º frase – repertório

A letra do funk “Cabral” interpretada por MC Carol, apresenta um diálogo entre uma aluna e sua professora, no qual se questiona a forma como o ensino de história é estabelecido e demonstra as consequências negativas do processo de colonização.

2º frase – tema

Indo além do contexto histórico geral apresentado pela música, essa obra demonstra a importância da transgressão aos valores vigentes em uma sociedade em que os sujeitos são obrigados a estabelecer uma posição de acomodação.

3º frase – tese ou ponto de vista a ser defendido

Nesse sentido, torna-se fundamental reconhecer que essa postura social de obediência advém de uma série de imposições de valores das elites em relação ao ordenamento social.

4º frase – assuntos

Assim, percebe-se como fundamental o reconhecimento de que contribuem para o aprofundamento desse cenário, o elitismo da classe política, juntamente com uma mídia que estimula o poder da obediência.

caetano mondadori redacao enem carol chamada
Clicando na imagem acima você pode estudar comigo e começar meu curso de redação agora mesmo!

O que você acha desse artigo?

Selecionados 0

Login

Criar uma conta

Seus dados pessoais serão usados para aprimorar a sua experiência em todo este site, para gerenciar o acesso a sua conta e para outros propósitos, como descritos em nossa política de privacidade

Recuperação de Senha

Precisa recuperar sua senha? Digite o e-mail cadastrado e você receberá um e-mail com um link para criar uma senha nova.